Promovendo a Gestão Florestal Sustentável
PEFC Portugal

skflag Portugal | PEFC International

Floresta Portuguesa

A Floresta Portuguesa ocupa 3.2 milhões de hectares, o que corresponde a 35,4% do território nacional, registando entre 2005 e 2010 um decréscimo de 57 mil hectares. Segue-se 32% com ocupação agrícola e 24% com áreas de incultos. O decréscimo de área florestal foi devido ao decréscimo de superfícies temporariamente desarborizadas (superfícies ardidas, cortadas e em regeneração), sendo de destacar, para o mesmo período, um aumento da área arborizada. O potencial de crescimento da área arborizada é de cerca do dobro caso sejam aproveitadas as áreas de incultos e improdutivos.

O eucalipto é a espécie florestal predominante, com 25,4% da ocupação, equivalente a 812 mil hectares. Segue-se pelo sobreiro com 23%, o que corresponde perto de 737 mil hectares e o pinheiro bravo com 22,3 %, o que corresponde a mais 714 mil hectares de floresta. 

2floresta1

A propriedade florestal é maioritariamente privada, com 2,8 milhões de hectares, ou seja, 84,2% da área total detida por pequenos proprietários de cariz familiar dos quais 6,5% são pertencentes a empresas industriais. As áreas públicas correspondem a 15,8% do total, dos quais apenas 2% (a menor percentagem da Europa) são do domínio privado do Estado.

A dimensão da propriedade florestal tem uma distribuição geográfica muito marcada, sendo que o grande número de prédios se situa no Norte e Centro, onde as explorações chegam a atingir dimensões com menos de 1 hectar. Estima-se que existem cerca de meio milhão de proprietários florestais.

Apesar do elevado número de proprietários e a pequena dimensão da propriedade florestal os bens produzidos por esta via, sustentam uma importante e integrada cadeia industrial, baseada em recursos naturais, suportando por si, um forte sector de exportação. Segundo uma estimativa relativa a 2001 a produção económica anual efectiva era de 1,3 milhões de euros, ou seja, 344 euros/ha/ano. Por conseguinte, a floresta e a actividade florestal em Portugal são uma importante área da nossa economia. Portugal, no contexto Europeu e mesmo Internacional é um país especializado no sector florestal, sendo a receita um importante contributo para o PIB. Maior até que a média Europeia.

Do ponto de vista de transacções para o mercado internacional de produtos florestais e de base florestal, os mais importantes são: papel e cartão, pasta de papel, cortiça, madeira e produtos de resina e mobiliário. O sector representa cerca de 10% das exportações nacionais e 3% do VAB. Estes valores resultam da diversidade desta actividade económica a par de aumentos de produtividade e da integração vertical das principais fileiras. A uma escala local, contribuem ainda outros pólos como são o caso da produção de frutos secos (castanha, pinhão), caça e pesca desportiva em águas interiores e actividades ao ar livre (turismo e lazer).

A floresta em Portugal é ainda a base de um sector da economia que gera cerca de 113 mil empregos directos (2% da população activa).

Algumas particularidades da floresta Portuguesa são no entanto determinantes para planeamento e gestão, a saber:

  • Uma relação entre floresta e sociedade secular e bem estabelecida;
  • Uma floresta alvo dos maiores programas de florestação em grande escala do século vinte (a floresta aumentou a sua área de 2 milhões para 3.2 milhões nos últimos cem anos);
  • Múltiplas regiões, com espécies florestais e sistemas de silvicultura diferentes e a necessidade de promover o uso múltiplo da terra e a fixação das populações;
  • Legislação específica para o sector florestal dirigida para o desenvolvimento de estratégias regionais e planeamento florestal;
  • Tendência para ocorrência de fogos florestais;
  • Importância de algumas espécies florestais, tais como: Sobreiro, o Eucalipto e o Pinheiro Bravo;
  • A complexidade da propriedade florestal com apenas 15% pertencente ao Estado e à Indústria. O restante pertence a cerca 500 000 proprietários florestais privados
Todas as particularidades referidas constituem um estímulo na vontade de promover a actividade florestal de modo sustentável tomando em linha de conta critérios sociais, económicos e ambientais no quadro de desenvolvimento e promoção do PEFC Portugal.

Estatística em Portugal

Área certificada: 253 025 ha

Proprietários Florestais: 831

Certificados CdR: 136

Sites CdR abrangidos: 347

(actualização em 24 Out. 2017)
Saiba mais...

Norma de Gestão Florestal 2014

np4406 2014small

Norma Portuguesa
NP 4406:2014