Promovendo a Gestão Florestal Sustentável
PEFC Portugal

skflag Portugal | PEFC International

Consuma com Responsabilidade

Produtos Florestais

O simples acto de compra ou abastecimento de um produto com a marca PEFC pode ter profundas e positivas implicações, pelo menos, no que respeita ao consumo sustentável.

Se está interessado em fazer a escolha ética certa quando comprar madeira ou produtos de base florestal, tais como papel, móveis e materiais de construção, deve escolher sempre produtos com certificação PEFC pois está a promover a gestão sustentável das florestas a nível mundial. Ou então, pode querer considerar a substituição de materiais, como plástico, aço, alumínio ou cimento pela madeira, que oferece inigualáveis vantagens ambientais que contribuem para um estilo de vida sustentável.

Madeira: A Opção Sustentável

2flor

A Floresta e os produtos de base florestal têm um número de funcionalidades e características que os torna produtos ideais no que diz respeito ao consumo sustentável.

 

  

  • Mitigação climática: As florestas desempenham um papel fundamental na regulação do volume de dióxido de carbono na atmosfera. Elas capturam o dióxido de carbono e armazenam-no na madeira, no solo e na biomassa. Os produtos florestais, incluindo a madeira, cortiça e o papel podem armazenar dióxido de carbono por várias décadas. (o dióxido de carbono é libertado apenas quando a madeira é queimada ou se decompõe).
  • Oportunidade de Substituição de Materiais: A madeira é resistente e forte. Isso torna-a uma boa opção como material de construção. Diversos estudos têm demonstrado que, ao longo da vida, os produtos de madeira estão associados a emissões de gases com efeito de estufa francamente mais baixas do que outros materiais de construção, incluindo aço, cimento ou o alumínio.
  • Eficiência energética: a madeira e os produtos de madeira e base florestal exigem menos energia na extracção e recolha comparativamente a outros recursos. Da mesma forma comparativa a queima de biomassa no lugar dos tradicionais combustíveis fósseis liberta menos dióxido de carbono para a atmosfera, sendo que a produção de madeira e celulose detém uma elevada eficiência energética.
  • Fonte de receita e subsistência e de redução da pobreza: A florestal representa 3% do produto interno bruto mundial. As florestas são fonte de sustento e receita para muitas comunidades a nível mundial, particularmente nos países em desenvolvimento.
  • Avaliação do ciclo de vida mostra que a madeira é uma boa escolha: Ao contrário de outros recursos cuja oferta é finita, ou cujo ciclo de vida é medido em dezenas de milhares ou milhões de anos, as florestas são um recurso renovável com um ciclo de crescimento relativamente curto. Como tal, têm o potencial para continuar a produzir os seus produtos e serviços indefinidamente.
  • Inexistência de desperdício de produto: O uso da madeira, cortiça e dos produtos de base florestal tem o potencial de não gerar qualquer desperdício. É possível usar todo o recurso. Uma vez que a madeira é explorada, os resíduos podem ser queimados para produção de energia, as aparas de madeira podem ser utilizadas para compostagem e espalhadas nos campos, enquanto as folhas e agulhas de pinheiro podem ser transformadas em composto e utilizados para fins agrícolas e de cultivo.  

 

Área certificada: 257 625 ha

Proprietários Florestais: 817

Certificados CdR: 126

Sites CdR abrangidos: 288

(actualização em 08 Jun 2017)
Saiba mais...

Área certificada:
300 milhões ha

Proprietários Florestais:
> 750 000

Empresas (CdR):
18 800

(actualização em Dez 2016)
Saiba mais...